Usuário:

Senha:


Esqueci a Senha!    
Cadastrar-se    



8777293  visitas
Desde 15/10/1999
usuários on-line: 88

 

   Fale, Ouça e Aja

Após uma pesquisa, chegou-se à conclusão de que um executivo que trabalha dez horas, passa 7 horas lendo, escrevendo, falando e ouvindo, ou seja, se comunicando.

            Todos somos comunicadores profissionais, e a nossa maior dificuldades é se fazer entender.

            Certa vez, uma professora do pré primário colocou o seguinte problema para seus pequenos alunos:

            -Em um sítio,  brincando feliz no pasto estão: 1 coelho, 2 gatos e 2 cabritas. Quantas patas tem no pasto ?

            Joãozinho respondeu:

            -Nenhuma, professora. Lá só tem coelho, gato e cabrita.

            Não era essa a resposta esperada por ela. Na verdade ela queria que ele respondesse quantas pernas havia no local.

            Dá pra dizer que Joãozinho estava errado ? Claro que não, afinal pra ele, pata é um bicho que não tinha sido citado pela professora.

Muitas vezes em nossa comunicação, falamos palavras com dupla interpretação. Vai depender muito da intimidade que temos com quem estamos falando para que ela possa compreender onde queremos chegar com o nosso recado. Sempre que possível evite esse tipo de palavra.

Quando damos uma ordem para um funcionário e ele faz tudo diferente é provável por uma questão social ou cultural (principalmente  se ele for de outro país) o mesmo não tenha entendido a nossa mensagem, ou seja, não fomos claro o suficiente em nossa comunicação.

            Por isso:

  • Tenha claro em sua mente que mensagem você deseja transmitir,
  • Seja breve e direto ao passar a mensagem,
  • Verifique se a sua mensagem foi entendida claramente (peça para o colaborador dizer o que ele entendeu sobre a mensagem ouvida),
  • Escolha o meio adequado para se comunicar. Se você quer rapidez, a Fala é a melhor forma de comunicação. A troca de palavras ao vivo ou por telefone tem efeito imediato, mas só funciona quando ouvida pela pessoa certa.
  • Se você quiser algo formal e permanente, opte pela Escrita. A palavra escrita é a base da comunicação dentro de uma organização. Ela funciona através de cartas, memorandos, relatórios, propostas, contratos, regulamentos, atas de reuniões, avisos etc.

Comunicar-se também significa Ouvir. O primeiro passo para um diálogo é ouvir de forma apropriada. Demonstrar atenção ao ouvir uma informação ajuda muito no sucesso da comunicação. É importante lembrar que mal entendido  gerado pela comunicação, pode ser causados pela vontade de só ouvir o que se quer ouvir.

 Ao ouvir uma informação, lembre-se de:

  • Buscar a empatia, isto é, imaginar-se no lugar do outro,
  • Ser cuidadoso ao questionar.
  •  Procurar entender as razões que estão por trás do que é dito,
  • Ouvir e responder de forma a sugerir quais idéias poderão ser aproveitadas,
  • Ter cuidado com as interrupções. Elas podem desencorajar uma pessoa que tenha dificuldade em expressar suas idéias.

Depois de ouvir, chegou a hora de Agir.

Se o que  você ouviu do funcionário necessitar de uma atitude sua, só prometa o que você será capaz de cumprir. Neste contexto, opte pela comunicação escrita, ou seja, coloque no papel suas promessas. Assim você evitará cobranças não fundamentadas e mal entendidos. Depois da ação tomada, fale com ele sobre o que foi feito.

No mundo empresarial, é comum o diretor se dispor a ouvir seus funcionários sobre os problemas da empresa e depois não fazer nada com as informações que descobriu.

Com essa atitude, além de frustrar as expectativas, ele acaba perdendo credibilidade e confiança.

“Se comunicar (falar, ouvir e agir) nos dias de hoje é questão de sobrevivência profissional, seja dentro de qualquer organização, seja no mercado de trabalho como um todo”.

Super Visão

E-mail: sp_visao@bestway.com.br

 

Na próxima semana fique atento que o assunto é:

Linguagem Corporal: onde os movimentos falam mais que as palavras!

 






Envie este artigo para um amigo Imprimir este artigo Comentários




Voltar para a p�gina anterior